Como fazer calagem em pastagem

Foto de capim alto sob o sol

A calagem de pastagem consiste na aplicação de calcário e alguns tipos de adubo de forma planejada, para complementar os nutrientes que já existem no solo. Além de ajudar na terra, essa prática também ajuda esse tipo de pasto a ser muito mais nutritivo.

Por isso, é preciso se atentar aos detalhes e realizar essa prática de forma estratégica. Assim,o seu investimento terá um ótimo retorno, com um pasto verde, saudável e muito rico para a complementação alimentar dos animais.

Nossos especialistas prepararam esse conteúdo exclusivo para o blog da IRRIGAT que irá falar tudo o que você precisa saber sobre a calagem em pastagem. Anote nossas dicas e comece a melhorar sua produtividade. Boa leitura!

Benefícios da calagem

O principal propósito da calagem em pastagem é deixar o terreno muito mais nutritivo e equilibrar suas vitaminas diante o tipo de pasto que será semeado no local. Mas, não é só esse benefício presente nessa prática. Confira outras vantagens:

  • Diminuir a acidez do solo;
  • Adicionar à terra mais cálcio e magnésio, que ajudam no crescimento das raízes;
  • Melhora a absorção de água e minerais pelas sementes;
  • Maior produção de massa fresca;
  • Possibilidade de mais longevidade da pastagem;
  • Melhor produtividade dos animais.

Ou seja, ao fazer a calagem, diversas áreas da sua propriedade saem ganhando, principalmente se tratando da produção.

Como saber a necessidade de calagem?

A análise do solo é essencial para conseguir saber qual o primeiro passo a dar. Nesse caso, esse tipo de estudo consegue apresentar a quantidade de nutrientes e acidez presentes no pedaço de terra que você quer plantar.

Passando por cada ponto, podemos destacar as seguintes etapas:

  1. Divida o espaço em glebas ou talhões homogêneos a cada 10h, levando em conta o tipo de pasto, histórico de calagem e adubação;
  2. Colete 20 amostras simples por cada gleba. Faça essa coleta em diferentes direções, isso ajuda a saber mais sobre o solo;
  3. Misture o material coletado para que fiquem homogêneos, com cerca de 300g. Envie para o laboratório e aguarde o resultado.

É Importante que você colha as amostragens com uma profundidade de 0 a 20cm, podendo utilizar enxadões, pás, trado tipo holandês, por exemplo.

Com o resultado em mãos, chegou a hora de saber a necessidade da calagem. Aqui no Brasil, muitas propriedades utilizam o cálculo da saturação por bases, que compreende a fórmula N.C= (V2-V1).CTC/PRNT para entender com mais clareza a quantidade de elementos para melhorar o solo.

Nesse caso, ficam divididas:

  • N.C.: necessidade de calagem (t/h)
  • V2: saturação de bases recomendada da forragem a ser plantada (%);
  • V1: saturação da base obtida na análise do solo (%);
  • CTC: capacidade de troca catiônica (cmolc/dm3);
  • PRNT: Poder Relativo de Neutralização Total, que indica quanto será a reação da planta com o ácido presente no solo (%).

Como aplicar a calagem

Agora que você tem todos os resultados em mãos, já sabe qual a melhor forragem adicionar naquele espaço, é preciso ir para a parte mais prática. O solo precisará descansar e se recuperar de todo o processo, então, comece aplicando a calagem pelo menos 60 dias antes do plantio da pastagem.

Divida a quantidade de calagem antes de arar a terra e a outra parte diretamente no local. Faça a gradagem e aproveite a época mais úmida do ano para correção do solo. Indicamos o período entre outubro e novembro.

Mas, para não ficar refém do clima, você pode adicionar um sistema de irrigação por aspersão para conseguir o resultado desejado com maior controle. Com gotejos que imitam a chuva, esse equipamento é um excelente investimento para melhorar sua produtividade e fazer uma irrigação de pastagem completa.

Conheça os equipamentos da IRRIGAT para alcançar um resultado incrível e uma calagem em pastagem muito mais proveitosa!