Capim colonião: características, benefícios e mais

capim alto esverdeado.

O capim colonião é uma das plantas mais conhecidas e cultivadas em diversas regiões do país. Inclusive, essa planta foi muito estudada e aprimorada para o seu uso na lavoura e no manejo dos animais.

Mas, quais as características desse tipo de capim? Ele é um problema para o cultivo? Venha saber mais sobre o capim colonião neste artigo exclusivo do blog da IRRIGAT.

Acompanhe o conteúdo e boa leitura!

Conhecendo o capim colonião

O capim colonião, panicum maximum, é uma gramínea que protege o solo, sendo uma espécie de forrageira.  É muito conhecida por seu desenvolvimento acelerado, característica predominante nessa classe de plantas.

Em face desta última característica, um dos seus usos mais comuns é na alimentação do gado. Ela consegue se adaptar ao clima que é condicionado, conseguindo crescer e se desenvolver naturalmente.

Características

Esse tipo de capim tem uma folha em formato de lança e um caule simples. Ele é robusto, podendo chegar até 2m de altura. Essas virtudes geram como vantagem as diferentes formas de reprodução e expansão graças à sua alta capacidade de adaptabilidade.

O capim colonião é muito indicado para regiões quentes e com chuva bem distribuída, isso porque a sua produção de massa verde é grande. Garantindo assim um alimento rico em nutrientes para o gado, por isso, essa propriedade alimentícia pode ser considerada um grande benefício para esse capim.

Ele é considerado uma planta daninha, podendo crescer em um lugar indesejado e interferir no desenvolvimento saudável de outras culturas. Sua infestação é maior nas plantações de:

  • Cana-de-açúcar, em diferentes momentos, podendo aparecer desde o plantio até o corte;
  • Grãos como arroz, arroz irrigado, lentilha, soja;
  • Frutas como abacaxi, ameixa, banana, caju, mamão, goiaba, maçã, mamão, entre outros.

Manejo do capim colonião

Se você cultiva alguma plantação que é afetada pelo capim colonião, é importante saber como manejar esse tipo de planta daninha. Seu manejo é feito durante o período entressafra e vamos listar alguns herbicidas que podem ajudar nesse momento:

  • Haloxyfop: com um alto poder de controle de pragas, pode ser aplicado nos manejos sequenciais e a dosagem mais indicada é de 0,5 e 1,2 L/ha;
  • Cletodim: ótimos para conter o capim colonião, ele deve ser usado com mais cautela, não excedendo a quantia de  0,45 L/ha;
  • Glifosato: com um bom controle, também pode ser usado nos manejos sequenciais, sendo indicado 6 L/ha.

Irrigação do capim colonião

O capim colonião é uma ótima escolha para o pasto e o clima é um dos fatores que mais influenciam a sua produtividade. Ele tem maior adaptabilidade em regiões quentes e chuvosas, por isso, é importante manter a irrigação do pasto em dia.

Quer saber mais sobre a irrigação em pasto? Venha conferir nosso artigo sobre os benefícios da irrigação de pastagem!

Nesse caso, para não depender das chuvas para alcançar um bom alimento para o seu gado, uma alternativa sustentável que ajudará no sucesso da colheita é a irrigação por carretel.

Esse é um equipamento versátil e muito tecnológico que ajuda muito a vida dos agricultores. Ele trabalha com uma operação de descarte de água que imita a ação da chuva, possibilitando um ótimo aproveitamento da área, aplicando a água no local correto.

Quer ter um pasto de capim colonião mais verde e nutritivo para o gado? Venha conhecer o carretel de irrigação da Irrigat e melhore a sua produtividade!