fbpx

Entenda a importância de calcular o ponto de orvalho

Ponto de orvalho

O ponto do orvalho é uma condição causada pelo clima e que poucos produtores, de pequeno e médio porte, pensam durante a sua estratégia de produtividade para culturas, sejam elas quais forem.

Apesar de ser comum em regiões mais próximas dos extremos polos do planeta, a depender da mudança de clima e de fenômenos meteorológicos, pode e ocorre em regiões mais tropicais.

Por isso, vamos entender o que é o ponto de orvalho, como ele ocorre e dicas úteis para evitá-lo, trazendo uma maior segurança para a sua plantação e garantindo os resultados que tanto esperamos.

O que é o ponto de orvalho?

O orvalho, em si, é uma camada de água condensada que repousa sobre a vegetação, principalmente no período do inverno. Essa camada afeta negativamente a cultura, pois acaba por queimar as folhagens e isso interrompe ou prejudica o processo de crescimento das plantas.

No entanto, estamos falando do ponto do orvalho, que é o estado exato, ou temperatura, que o ar deve chegar para começar a condensar a água.

Mas, não se engane ao acreditar, simplesmente, basta que a temperatura chegue a zero (ou menos) para haver o condensamento. Isso porque há outros fatores que influenciam diretamente para chegar a tal condição: a umidade relativa do ar e o vento.

Portanto, a definição mais correta para encontrar o ponto de orvalho se dá pela quantidade máxima de água que o ar suporta antes de acontecer os principais efeitos da condensação.

Sendo assim, para medir esse efeito, podemos seguir uma tabela simples e que pode demonstrar a pontuação de temperatura e umidade para encontrar o ponto de orvalho:

Tabela de ponto de orvalho
Tabela de autoria do site Static Weg e você pode acessá-la através do link: https://static.weg.net/medias/downloadcenter/h0b/ha4/WEG-tintas-ponto-de-orvalho-flyer-pt.pdf.

Depois de descobrir a temperatura do ponto de orvalho, basta fazer uma subtração da temperatura do ar. Com esse resultado, basta compará-lo com 0. Quanto mais próximo deste, maior será a chance de ocorrer o orvalho.

Uma outra questão que deve ser considerada são os agentes nocivos que vem acompanhados com esse fator, principalmente os fungos. Eles trazem diversas doenças para a produção, afetando diretamente em seus resultados.

Ou seja, não custa nada fazer esse cálculo e evitar problemas, certo? No Brasil, principalmente para produtores do sul do país.

Bom, agora vamos descrever um pouco sobre os modos mais eficazes de prevenção para com essa intempérie.

Como evitar os danos por conta do orvalho?

A verdade é que não há qualquer mistério quanto a isso. Isso porque, estamos falando de atitudes básicas, mas que tem um potencial enorme de prevenção.

Primeiro, um estudo de solo e histórico meteorológico da sua região. O seu cultivo precisa que o solo esteja preparado para as temperaturas baixas, comportando tudo o que a planta irá necessitar (nutrientes, água, penetração de raízes e mais). Então, saber os nutrientes em baixa e corrigir essas faltas é o primeiro passo.

Saber o histórico meteorológico da região de seu plantio, é uma forma de saber as épocas em que o problema pode vir a ocorrer. E para isso, tem um site muito legal de acompanhar, que é o portal do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

Esse portal é muito completo não só para acompanhar históricos do clima, mas também para entender o comportamento das chuvas, ver a previsão do tempo, análises climáticas, mapas da precipitação acumulada nas últimas horas, avisos de fenômenos e, claro, o banco de dados meteorológicos.

Por fim, garantir um bom sistema de irrigação também é uma forma de prevenção contra esse e outros fatores climáticos. Afinal, estamos falando em adequar a quantidade necessária de água na produção, ao passo que possa evitar a escassez e também o excesso.

Além disso, também vale a pena ler o nosso conteúdo sobre a importância da irrigação no inverno, já que tem tudo a ver com problemas com orvalhos e outros relacionados ao clima.

Gostou das nossas informações? 
Você encontra muitas outras no site da IRRIGAT,
acesse e se inteire de tudo sobre o mundo do agronegócio!