Irrigação no Rio Grande do Sul: cenário e solução para pequenos produtores

Irrigação no Rio Grande do Sul

Um dos temas mais importantes para qualquer agricultor gaúcho é a irrigação no Rio Grande do Sul. Devido à discrepância muito grande entre as temperaturas nas estações do ano e, muitas vezes, até questões financeiras, esse tema chega a ser bem polêmico.

No entanto, nenhuma lavoura traz o melhor resultado sem a disponibilidade hídrica necessária para tanto. Portanto, buscar soluções viáveis é requisito necessário para a maioria dos produtores.

Hoje, vamos abordar um pouco desse assunto, apresentando alternativas interessantes e viáveis para que você, pequeno produtor, possa implementar em sua terra, ficar mais seguro contra eventos climáticos e aumentar a produtividade.

Clima no Rio Grande do Sul

A fama do frio do sul chama atenção em todo o Brasil.

No verão, um típico clima tropical, com muito calor e temperaturas beirando facilmente aos 40°. No inverno, bem rigoroso, com temperaturas chegando perto dos 0°, mas com grandes amplitudes térmicas durante o dia.

Aliás, essa amplitude térmica é um dos fatores que contribuem, e muito, para o sucesso da agricultura no estado. Isso porque, quando as estações são de temperaturas mais rígidas, o é a amplitude térmica que ajuda na sobrevivência da maioria das culturas.

Enfim, com todas essas diferenças de temperatura ao longo das estações, podemos confirmar que o agricultor precisa ter um bom planejamento em relação ao seu processo produtivo, para não sofrer perdas.

E o principal fator determinante é a irrigação. Veja a seguir os motivos.

Irrigação no Rio Grande do Sul

No Rio Grande do Sul, há uma forte presença da agricultura familiar e/ou pequenos produtores. Seja para subsistência, seja para comércio, estes produtores não possuem tantos recursos quantos os grandes agricultores e latifundiários.

E isso é um tanto quanto preocupante, tendo em vista que, como dito anteriormente, a irrigação é um instrumento necessário para o sucesso da colheita. Contudo, os sistemas de irrigação podem ser custosos, tanto em implantação quanto em manutenção.

Isso fugiria do escopo de muitos pequenos agricultores, que possuem recursos escassos.

Outro fato que também impede a implementação da irrigação são os pequenos espaços de terra, de no máximo 4 hectares, inviabilizando instalações mais robustas.

Solução para irrigar pequenas propriedades

Mas chega de falar dos pesares, estamos aqui para te trazer uma alternativa viável e com um custo-benefício acessível. A solução é o carretel de irrigação da IRRIGAT. Basicamente, um sistema simples de instalar e fácil de manter.

Além de baixo custo de aquisição e manutenção — quando comparado a outros sistemas —, se trata de um modelo móvel. Ou seja, não necessita de alterações ou obras em sua propriedade e pode ser usado em mais de um plantio.

Outro ponto positivo é a possibilidade da utilização de fertirrigação, seja para aproveitar dejetos da criação de animais para adubar a terra, ou até mesmo fertilizantes diluídos na água.

Conclusão

Os carretéis IRRIGAT são uma solução viável para melhorar a condição de irrigação no Rio Grande do Sul, justamente por sua acessibilidade de preço e manejo. Entre em contato conosco para mais informações e orçamentos.

👉 Você também pode conhecer mais sobre o IRRIGAT em nosso artigo sobre a durabilidade do nosso sistema.

Banner Blog 720x180 3