Gado Holandês: tudo o que você precisa saber para sua criação

gado da raça holandesa deitado na grama

Trazido para o Brasil há muito tempo, o gado holandês é conhecido pela sua produtividade leiteira e sua carne é fácil de ser encontrada nos açougues espalhados pelo país. Com características únicas, hoje falaremos mais sobre essa raça de bovinos, explicando sua história, as vantagens e desvantagens de seu investimento e outros tópicos.

Está pensando em começar a criar gado Holandês na sua propriedade? Então, continue a leitura desse conteúdo exclusivo do blog IRRIGAT para saber sobre essa raça. Acompanhe!

Conheça o gado Holandês

O gado Holandês, também conhecido como Holstein, é uma raça originária da europa, criada entre as regiões ao norte dos Países Baixos, Alemanha e Dinamarca. No século XIX, iniciou a sua demanda para importação, começando um processo de criação controlada.

Ao chegarem na América do Norte, esse tipo de gado começou a ser mais selecionado, focando na produção leiteira. No Brasil, o principal desafio foi a adaptação com o clima predominantemente quente, visto que seu país de origem é conhecido por temperaturas extremamente frias.

Porém, em muitos manejos nacionais, a raça é usada para cruzamentos, fazendo com o que seu gene expressivo faça novas linhagens que possuam uma boa produção de leite.

Na década de 80, foi criado um programa específico para o setor pecuário, cruzando o Holstein com o gado Charolês, Piemontês e Limousin, buscando deixar a raça com um melhor rendimento para o abate.

Principais características do gado Holstein

Além de serem ótimos produtores de leite, o gado holandês possui outras características que fazem essa raça ser única. Sendo algumas delas:

  • Pelagem malhada, podendo ser preto-branco ou vermelho-branco;
  • Ventre e vassoura da sua cauda costumam ser brancos;
  • Cabeça moldada, com narinas apertadas;
  • Pele fina elástica com pelo macio;
  • Ótima opção para o mercado de carne;
  • Alta produção de leite;
  • Animais dóceis e de fácil manejo.

Investimento: vantagens e desvantagens

Para conseguir um bom resultado na criação do gado holandês é importante analisar as vantagens e desvantagens no seu manejo.

Apesar de ter uma alta produtividade de leite e carne, o ambiente em que o animal está inserido faz diferença no seu desenvolvimento, já que essa espécie costuma sofrer em climas muito extremos.

Apesar disso, uma grande desvantagem é que o gado holandês está mais sujeito a sofrer com doenças e desenvolver problemas no casco. Além desses fatores, o tamanho do gado não deve ser maior que o normal, pois isso pode prejudicar a sua conversão alimentar.

Quais as pastagens mais indicadas para esse tipo de gado?

Como o gado holandês pode ser enquadrado em um gado de corte e leiteiro, os tipos de pastos que podem ser utilizados são:

  • Humidícola;
  • Piatã;
  • Marandu;
  • Brachiaria;
  • Panicum;
  • Cynodon.

Essas forragens são ótimas para deixar o gado mais forte, com muitos nutrientes agradáveis ao paladar do animal.

Para um pasto mais verde e com grande capacidade nutritiva, a irrigação de pastagem é muito indicada. Esse sistema ajuda a trazer mais liberdade para plantação do pasto e outros tipos de cultivo, pois deixa a sua cultura menos dependente da água da chuva.

Com a irrigação por carretel, você pode aproveitar de benefícios como:

  • Produção de pasto durante todo o ano;
  • Menos gastos com suplementação alimentar para o gado;
  • Facilidade para adubar o solo, entre outros pontos!

Assim, com a irrigação, o seu gado holandes cresce muito mais saudável e traz um ótimo retorno para a sua propriedade.

Conheça os modelos de carretel de irrigação da IRRIGAT e melhore a sua produtividade de pastagem para criação de gado. Entre em contato com nossa equipe de especialistas e adquira hoje mesmo o seu equipamento IRRIGAT!