fbpx

Quando irrigar seu cultivo? Entenda os parâmetros usados

Quando irrigar

Em resumo, a irrigação atua como uma garantia de que você não irá perder o seu cultivo mesmo em situações climáticas adversas, como secas, geadas, escassez de chuva, temperaturas extremas, entre outras. Ou seja, quando irrigar? Sempre.

Além disso, ter um plantio irrigado também aumenta a produtividade das plantas, que se desenvolvem ao seu potencial máximo e costumam multiplicar os resultados, sejam folhagens, sementes, grãos, entre outros.

Agora, a frequência de irrigação depende muito do seu tipo de cultivo, pois cada planta tem uma necessidade hídrica diferente. Veja algumas dicas:

Quando irrigar o seu plantio?

O primeiro passo é descobrir qual a necessidade hídrica do seu tipo de cultivo, assim como o tempo de rega por dia ou semana.

Por exemplo, a soja, no seu máximo de exigência, precisa de 8mm de água por dia, desconsiderando o nível ideal de umidade que o solo precisa. Com isso, o produtor ajusta o seu sistema no tempo necessário para cumprir o nível estabelecido, uniformemente.

Falando em solo, ele também precisa estar no seu radar para saber quando irrigar. Com um medidor de umidade, é possível fazer esse monitoramento. Porém, também é preciso saber as porcentagens ideais de água para cada tipo de solo.

A forma mais efetiva para isso é levar uma amostra de terra do cultivo para um laboratório e solicitar uma análise completa.

Outro fator relevante é a previsão do tempo. Para irrigações de complementação, irrigar apenas quando o período de chuva estiver mais escasso. Também, é interessante contar com a irrigação quando um fator climático extremo está para acontecer, como uma geada, por exemplo.

Por último, para quem busca por mais economia com a irrigação, faça o seu planejamento para que a operação seja realizada durante a noite, onde as tarifas são mais baixas e a evaporação da água é bem menor. Ou seja, o custo-benefício é mais atraente.

Como irrigar corretamente o seu plantio?

Cada cultivo possui uma indicação diferente de irrigação, apesar de a maioria deles serem adaptáveis com a aspersão. Mas, como a maior dificuldade, hoje em dia, é levar a irrigação para pequenos e médios produtores, vamos focar na dica para esse público.

O sistema de carretel de irrigação é que possui melhor custo-benefício para produtores de portes menores. Isso porque dispensa gastos elevados com instalação, é adaptável a praticamente todos os cultivos, o método é móvel e exige pouca mão-de-obra para operá-lo.

Na maioria dos casos, os produtores que aderem aos carretéis, são donos de cultivos de soja, milho, mandioca, feijão, melancia, fumo, trigo, hortifruti, pastagem e fumo. Mas, não há limitações quanto ao seu uso.

Para saber mais sobre o carretel de irrigação da IRRIGAT e se ele é aplicável ao seu tipo de plantação, entre em contato conosco. Será um prazer ajudá-lo!