fbpx

Entenda como funciona a produção de mandioca

Acesse e saiba tudo sobre produção de mandioca

A mandioca, uma raiz brasileira, também conhecida popularmente como aipim ou macaxeira, consegue alimentar mais de 500 milhões de pessoas ao redor do mundo por causa de sua facilidade de plantio e alto rendimento. Este alimento tão tradicional nos pratos brasileiros já foi eleito o mais popular do mundo.

Por isso montamos este artigo especialmente para você tirar todas suas dúvidas sobre a produção de mandioca e saber se vale a pena investir nesse plantio. Continue lendo!

Etapas da produção de mandioca

Montamos um passo a passo do que você deve ficar atento na hora de começar o cultivo de mandioca.

Preparo do solo

Para começar sua produção de mandioca não é preciso um espaço de terra muito extenso, mas fique atento a umidade do solo, pois a falta dela durante os primeiros meses após o plantio pode causar perdas na hora da planta brotar e o excesso de umidade pode fazer com que as raízes apodreçam.

Por isso, o solo deve ser arado e gradeado para eliminar compactação e desfazer torrões. Aconselha-se fazer duas arações: a primeira dois meses antes do plantio, e a segunda no plantio, seguida de gradagem.

Gestão da água

Apesar de ser uma planta que pode ser cultivada em áreas mais áridas, com índice pluvial de 400mm ao ano, um rendimento muito mais alto pode ser obtido com um volume maior de água e com um sistema de irrigação apropriado. Na Nigéria, os rendimentos da raiz sextuplicaram quando foi implementado um sistema de irrigação suplementar.

A produção de mandioca sem irrigação requer atenção cuidadosa às datas, métodos e posição de plantio, e práticas de gestão do solo que ajudem a conservar a água. Dessa forma, procure por soluções mais fáceis para que sua produção seja otimizada de maneira prática e fácil. Sabia que existem ótimas opções de irrigação? Confira as opções da IRRIGAT.

Adubação

Uma das partes mais importantes para se produzir a mandioca está na adubação, pois ela é uma planta que exige bastante cálcio e magnésio do solo, esses nutrientes podem ser fornecidos pela aplicação de calcário.

Outros nutrientes importantes que para este plantio são o nitrogênio, com uma dosagem de 30 a 60 dias após a brotação das manivas; o fósforo, que deve ser aplicado no sulco ou na cova de plantio e o potássio, ele não pode entrar em contato direto com as mudas, por isso coloque três centímetros de terra entre eles.

Plantio

O plantio das manivas pode ser feito em sulcos, em covas ou em camalhões. A profundidade de plantio das manivas, tanto no plantio manual quanto no mecanizado, deve ser de cerca de 10 cm.

Após a distribuição, as manivas devem ser cobertas com uma camada de terra, fechando todo o sulco. O plantio pode ser feito em fileiras simples, com espaçamento de 1 m entre linhas por 0,50 a 0,60 m entre plantas ou você pode usar o plantio em fileiras duplas, com espaçamento de 2 m entre as fileiras duplas, 0,60 m entre as linhas e 0,60 m entre plantas.

Fique atento também à época em que irá fazer o plantio, pois a escolha da época de plantio adequada reduz a possibilidade do ataque de pragas e doenças.

Tratos culturais

Os principais tratos culturais realizados durante o primeiro ciclo da sua lavoura são o controle de ervas daninhas, o controle de pragas e doenças e a adubação em cobertura. Já no segundo ciclo você precisará realizar apenas a poda da parte aérea e continuar com o controle de pragas.

Vale a pena investir na mandioca?

O cultivo da mandioca pode ser muito rentável se você não possui um grande espaço e nem condições de investir muito, já que este plantio não exige grandes demandas tecnológicas. Por isso, vale muito a pena investir neste tipo de plantio.

Ela pode se adaptar a diferentes climas e tem uma fácil propagação. Dentro de oito meses sua cultura já está pronta para ser colhida e comercializada. Veja abaixo mais algumas vantagens da produção de mandioca:

  • Tolerância a longas estiagens;
  • Bom rendimento, mesmo em solos de baixa fertilidade;
  • Não exige muitos insumos;
  • Resistente a pragas e doenças;
  • Elevado teor de amido nas raízes;
  • Boas perspectivas de mecanização, do plantio à colheita, sem grandes perdas na matéria seca;
  • Variedade de mercado, pois pode ser vendida tanto para consumo humano quanto para fabricação de rações.

E então, viu como é fácil investir na produção de mandioca e como ela pode ser rentável para você e seu negócio?!

Continue acompanhando o blog para mais conteúdos assim!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *