O papel da irrigação em regiões que sofrem com insegurança alimentar

Irrigação em área de insegurança alimentar

A insegurança alimentar é a condição em que as pessoas não têm acesso adequado a alimentos em quantidade suficiente, de qualidade e nutritivos para atender às suas necessidades diárias. Ou seja, a consequência dessa situação é a desnutrição, fome, doenças e impactos no desenvolvimento humano.

Em suma, a insegurança alimentar pode ser causada por diversos fatores, como: pobreza, desigualdade, falta de acesso a recursos, desastres naturais e conflitos.

Por isso, neste texto, nós vamos fazer a relação do assunto com a falta de acessos a recursos, mais especificamente, a um deles: água.

Você sabia que a irrigação desempenha um papel fundamental em regiões que sofrem com a insegurança alimentar? Entenda:

O acesso a irrigação é benéfico contra a insegurança alimentar

Em poucas palavras, a irrigação possibilita o cultivo de plantas em áreas que, de outra forma, seriam limitadas pela falta de água.

Por isso, ao fornecer água às plantas de forma controlada e adequada, essa prática possibilita um crescimento saudável das culturas, aumentando sua produtividade. Isso é especialmente relevante em regiões onde a precipitação natural (chuva) é insuficiente ou irregular para sustentar o cultivo agrícola.

Sendo assim, ao aumentar a produtividade agrícola, a irrigação contribui para o aumento da disponibilidade de alimentos. E, claro, faz com que o produtor possa cultivar uma variedade maior de culturas, incluindo alimentos básicos, como: arroz, trigo, milho, feijão, legumes, frutas e verduras.

Com essa variedade de alimentos, a alimentação dessas pessoas recebe os nutrientes necessários para uma nutrição adequada.

Disponibilidade de alimentos durante o ano inteiro

Além disso, a irrigação também pode ajudar a estender a temporada de cultivo, permitindo a produção de alimentos durante todo o ano. Ou, também, o cultivo de uma terceira safra em determinadas regiões.

Isso aumenta a oferta de alimentos e contribui para a estabilidade e segurança do abastecimento alimentar regional.

Modelos de irrigação acessíveis a pequenos produtores

Outro ponto importante é que, hoje em dia, já existem modelos de irrigação que são acessíveis aos pequenos produtores. Tanto pelo custo-benefício do sistema, quanto pelos programas de financiamento que incentivam o agricultor.

Por aqui, nós sempre apresentamos o carretel de irrigação como a opção mais viável a este perfil de produtor. Mas, em especial para as áreas que sofrem com insegurança alimentar, esse modelo pode trazer benefícios significativos. Veja:

🌱 Acesso à água: para irrigar, basta ter um ponto de captação de água, como lagos, açudes, cisternas ou, até mesmo, poços artesianos.

🌱 Maximização da produção: em formato de “chuva”, fornece água suficiente às plantas para um crescimento saudável e produção de culturas de alta qualidade.

🌱 Uso eficiente do recurso: é possível direcionar a água para as áreas cultivadas, evitando o desperdício em áreas não utilizadas no momento.

🌱 Flexibilidade e adaptabilidade: é um sistema flexível e adaptável, permitindo que os agricultores se ajustem às condições específicas de suas terras e culturas.

Eles podem facilmente mover o carretel para diferentes áreas e ajustar a quantidade e o padrão de aplicação de água conforme necessário. Essa flexibilidade permite que os pequenos produtores respondam às mudanças nas condições climáticas e às demandas do mercado, maximizando seu potencial de produção.

Conheça mais sobre essa opção de irrigação!

Banner Blog 720x180 3