9 doenças da soja e como prevenir o seu cultivo

Doenças da soja

A soja, uma cultura agrícola de grande importância econômica, enfrenta constantemente ameaças em forma de doenças. Fungos, bactérias e outros patógenos podem comprometer seriamente sua produtividade. 

A seguir, conheça as principais doenças que assolam a soja e entenda o papel da irrigação para fortalecer seu cultivo contra elas.

1 – Ferrugem asiática 

A Ferrugem Asiática é uma doença causada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi. Ela afeta as folhas da soja, causando pequenas manchas de cor marrom-avermelhada, que podem se espalhar e se fundir, enfraquecendo a planta e reduzindo sua capacidade de fotossíntese.

2 – Mancha-alvo

A Mancha-alvo, ou Cercospora sojina, é uma doença foliar que provoca o aparecimento de manchas circulares com um centro necrótico mais escuro e uma borda mais clara. Ela pode afetar folhas, hastes e vagens, prejudicando a saúde da planta.

3 – Oídio 

O Oídio é causado por diversos fungos do gênero Erysiphe. Ele se manifesta como um pó branco ou cinza nas folhas, podendo se espalhar para outras partes da planta. Isso reduz a capacidade das folhas de realizar a fotossíntese, afetando o crescimento e o desenvolvimento da soja.

4 – Mofo-branco

O Mofo-branco é causado pelo fungo Sclerotinia sclerotiorum. Ele ataca principalmente as partes aéreas da planta, causando lesões necróticas. O fungo também produz corpos de resistência chamados escleródios, que podem sobreviver no solo e infectar plantas futuras.

5 – Antracnose 

A Antracnose da soja é causada pelo fungo Colletotrichum truncatum. Ela causa manchas escuras nas folhas e hastes, que podem levar à queda prematura das folhas. Em casos graves, a doença pode prejudicar seriamente o rendimento da soja.

6 – Manchas diversas

As manchas em folhas de soja podem ser causadas por vários patógenos, incluindo fungos e bactérias. Essas manchas variam em forma, tamanho e cor, podendo afetar a saúde e a capacidade de produção da planta.

7 – Cancro da haste 

O Cancro da haste é causado pelo fungo Diaporthe aspalathi. Ele cria lesões nas hastes da planta, resultando em áreas necróticas que podem levar à quebra da haste e à redução da sustentação da planta.

8 – Mela ou requeima

A Mela, também conhecida como Requeima, é causada pelo oomiceto Phytophthora sojae. Ela afeta principalmente as plântulas e pode resultar em murchamento, descoloração e morte das plantas jovens.

9 – Podridão de carvão das raízes 

Essa doença é causada pelo fungo Macrophomina phaseolina. Ela afeta as raízes da soja, causando necrose e degradação das estruturas radiculares, o que pode levar a um menor crescimento e desenvolvimento da planta.

Dica: papel da irrigação contra doenças da soja

A irrigação da soja tem um papel crucial na prevenção de doenças na cultura. 

Ao fornecer a quantidade certa de água no momento apropriado, a irrigação contribui para manter um equilíbrio ideal de umidade no solo. Isso é importante porque as condições de umidade excessiva ou deficiente podem enfraquecer as plantas e torná-las mais suscetíveis a infecções por patógenos.

Além disso, a soja não passará pelo estresse hídrico, o que fortalece seu sistema imunológico natural. Plantas estressadas são mais vulneráveis a doenças, uma vez que seu vigor e capacidade de defesa são comprometidos. 

Por fim, a irrigação controlada pode impedir que a umidade excessiva persista, reduzindo a ocorrência de ambientes favoráveis ao crescimento de fungos e bactérias que causam doenças.

💡 Lembrando que, hoje em dia, há opções mais viáveis até mesmo aos pequenos produtores, como o carretel de irrigação. Conheça!

Banner Blog 720x180 3