Campo de alface onde é realizada a irrigação

Descubra como irrigar alface com produtividade e eficiência

Você sabia que para irrigar alface, assim como outras hortaliças folhosas, é necessário considerar elementos como condutividade elétrica da água, além de outros elementos mais básicos como salinidade do solo, temperatura e quantidade de água usada na irrigação?

Pois é, esses e outros fatores influenciam diretamente no rendimento e na qualidade da produção de alface, que é a folhosa mais consumida no Brasil. Além disso, é uma das culturas mais populares no país. Títulos esses que se devem principalmente à sua adaptabilidade aos diversos climas brasileiros.

Cerca de metade (49,9%) da área destinada ao cultivo de hortaliças folhosas no país, aproximadamente 86,2 mil hectares, é dedicada à alface, segundo o levantamento Cenário Hortifruti Brasil de 2019.

Nesse sentido, vale dizer que atualmente a produção de alface no país movimenta, em média, R$ 8 bilhões apenas no varejo. O que está atrelado a uma produção de mais de 1,5 milhão de toneladas/ano.

No Brasil, a área média ocupada por produção de folhosas fica abaixo de 0,3 hectare por produtor, ainda que atualmente sejam cultivados 174 mil hectares no total. O que aponta a alta rentabilidade desse tipo de produto, que, no entanto, requer cuidados específicos, no que se refere também à sua irrigação.

Continue lendo este post para saber quais as principais recomendações para o bom cultivo de alface, e como a irrigação automatizada pode ajudar você a ter melhores resultados também nesse tipo de cultura!

Aprender como irrigar alface é essencial para o bom cultivo

Devido ao seu sistema radicular superficial, assim como outras culturas folhosas, a alface precisa de uma irrigação bem controlada.

Antes de tudo, é importante entender que cada cultura de hortaliça necessita de uma quantidade de água ideal em determinado momento do seu desenvolvimento. No caso da alface, esses momentos são na formação da cabeça e antes da colheita.

Apesar da boa adaptação aos climas brasileiros, a alface é bem suscetível ao estresse hídrico. Esse processo pode ocorrer diante de uma umidade excessiva ou deficiente no solo.

O estresse hídrico pode levar a um baixo rendimento da produção, má qualidade ou apodrecimento das raízes. Este último é causado principalmente quando se encharca o solo por um longo tempo, o que diminui a concentração de oxigênio na atmosfera do solo.

Formas de irrigar alface

Assim, manter uma uniformidade na distribuição de água, com baixa taxa de precipitação através de métodos de irrigação como por aspersão (indicado para terrenos com maiores declividades e solos menos uniformes), evita o estresse hídrico.

A irrigação por aspersão autopropelida também permite a inclusão de elementos químicos na água, que são essenciais ao desenvolvimento da planta, como potássio e fósforo, no início do plantio, e nitrogênio, na fase de crescimento.

Sulcos de infiltração, microaspersão e gotejamento são outras formas comuns de irrigação para o plantio de alface no país.

Para garantir uma qualidade e rendimento ideais na produção, é preciso que o déficit de água na plantação fique entre 20% e 30%. Isso pode ser garantido com tensiômetros, que possibilitam o reinício da irrigação quando atingem entre 10 e 25 centibars, considerando também o tipo de solo.

Com um processo automatizado de irrigação, é possível manter esse déficit e preservação de umidade, garantindo ainda uma economia de água de até 80%, entre outros benefícios. Saiba mais sobre as vantagens da irrigação automatizada neste outro post do nosso blog!

Outros elementos para o bom plantio de alface

Manter uma distribuição hídrica na plantação é fator essencial para o desenvolvimento de culturas como a de alface. No entanto, para uma irrigação eficiente, é preciso também estar atento a outros fatores relacionados ao desenvolvimento dessa folhosa, listados a seguir:

  • A duração do plantio/colheita da alface em solo é de 60 a 90 dias no outono. E no verão, esse tempo é de 21 a 30 dias.
  • É uma cultura típica de clima temperado (entre 13ºC e 16ºC). No entanto, temperaturas entre 7ºC e 24ºC são as recomendadas para a germinação.
  • Para o cultivo, são indicados dias mais curtos, enquanto, para o florescimento, são ideais dias de mais de 12 horas.
  • Solos com ph-7 (neutro) ou levemente ácido são mais indicados.
  • A alface é sensível ao frio e à salinidade (que deve ser menor que 0,2dS/m no extrato saturado do solo).
  • A água usada na irrigação deve ter condutividade elétrica de 1,3dS/m ou menor, podendo haver perda na produtividade com um número acima desse.
  • A colheita da alface feita entre 50 e 70 dias, de forma manual, gera uma produtividade de 60 a 80 mil plantas/ha.
  • Evitar altas doses de fertilizantes, como cloreto de potássio, também é indicado, pois, este aumenta a condutividade elétrica do solo, o que pode diminuir a produção.

Esperamos que você tenha gostado deste conteúdo e aprendido mais sobre irrigação de culturas de alface. Veja outros conteúdos sobre esse e outros relacionados à irrigação em nosso blog e nosso canal no YouTube!

Entre em contato conosco, caso tenha alguma dúvida e/ou queira solicitar a sua proposta de sistema de irrigação.