fbpx

Rotação de pasto: o que é, benefícios e como fazer

Rotação de pasto

A rotação do pasto pode ser a solução que você busca para o melhor aproveitamento das propriedades, recursos e aumento na produtividade.

Afinal, uma rotação inteligente e bem aplicada é o que permite uma pastagem sempre saudável e com todos os nutrientes que sua criação irá necessitar durante o período de crescimento e de engorda.

Hoje, vamos te mostrar os principais benefícios e como fazer a rotação, para começar a implementação o quanto antes.

Benefícios da rotação do pasto

Pode até ser um tanto quanto óbvio, mas não deixa de ser verdadeiro. O primeiro benefício desse tipo de atuação é o maior controle da porção de terra.

Para começar o planejamento de rotação, primeiramente, deverá ser feito o fracionamento de terra em piquetes. Isso permite que o pecuarista faça o estudo detalhado daquela porção de terra, permitindo que o mesmo verifique suas necessidades e como contorná-las.

Outro fator que esse fracionamento traz de benéfico é a diversidade de tipos de forragens. Com isso, permite ao produtor realizar testes para verificar qual o melhor tipo de forrageira para o solo da propriedade e, até mesmo, o que melhor se adeque a sua criação.

Além disso, a rotação permite uma maior recuperação do pasto, em vista que com a passagem da criação, ele precisa de um tempo para crescer novamente. Essa, talvez, seja a principal vantagem desse tipo de ação.

Agora, vamos te apresentar algumas dicas para garantir o sucesso no seu manejo!

Como fazer a rotação do pasto em 4 passos

Aparentemente, são dicas simples. Mas, elas têm um potencial enorme de ajudar a melhorar a sua produtividade com o pasto. Veja:

1 – Cuidado com a mistura de culturas de forragens

Se você já realizou o fracionamento de terra, não há qualquer motivo para fazer uma mistura entre espécie de forragens. Isso só trará atrasos ao crescimento pleno da gramínea. Então, caso queira ter mais de um tipo de pasto, as separe em piquetes diferentes.

2 – Adubação é essencial para o desenvolvimento

Aqui também não há qualquer mistério. A grama crescerá saudável e nutritiva se a sua terra estiver bem adubada. O tempo de descanso que a rotação dá para o crescimento é benéfico, mas não faz milagre.

Aposte na adubação, que em conjunto com a rotação, será o primordial para que todo seu processo obtenha sucesso.

3 – Planejamento da rotação de pasto

Não adianta você simplesmente dividir a sua terra e ir colocando a criação de tempos em tempos em cada proporção.

Aposte em um estudo detalhado, preveja o tempo necessário para o crescimento pleno da gramínea, se os piquetes precisam de um tempo maior de descanso ou de uma reposição de nutrientes com um menor intervalo.

Entenda, conheça e saiba tudo que ronda o seu negócio.

4 – Garanta um bom sistema de irrigação para o pasto

Um sistema de irrigação para pastagem é primordial. Independentemente da sua disposição de água, você precisa garantir que o recurso esteja disponível em qualquer época do ano, sob qualquer fator climático.

Além disso, a fertirrigação é um sistema interessante para pecuaristas, pois une a irrigação com a adubação, que também é um fator importante para a rotação de culturas.

E além de melhorar muito a qualidade nutritiva do pasto, a irrigação também acelera o crescimento, fazendo com que seja possível um número maior de animais por hectare e um giro mais rápido entre piquetes.