fbpx

Qual o melhor herbicida para pastagem?

Herbicida para pastagem

Uma maneira de levar mais qualidade para a sua criação de gado, seja ela de corte ou de leite, é garantir um bom herbicida para pastagem. Afinal, um pasto livre de pestes cresce de maneira mais saudável e nutritiva para os animais.

Apesar da grande quantidade de herbicidas presentes no mercado, muitos dos produtores possuem dúvidas genuínas sobre o risco em usá-los. Há também aqueles que têm completo desconhecimento dos tipos de herbicida e qual é o mais apropriado.

Hoje, vamos trazer as informações necessárias para você, produtor, ter o embasamento necessário para a sua tomada de decisão.

Tipos de herbicida para pastagem

São várias as opções de herbicidas e eles são classificados conforme as suas propriedades e funções. Dessa forma:

Seletivos e não-seletivos

Aqui reina a questão do foco de peste. Há herbicidas que são específicos para um tipo de agente nocivo, o que pode ser uma grande vantagem caso você identifique a espécie de predador.

Caso desconheça, há o que podemos chamar de herbicidas genéricos, que agem contra a maioria das pestes, chamados de não-seletivos. Normalmente, são vendidos no mercado com preços mais atrativos, mas muitas vezes podem não sanar o seu problema.

Pré-plantio e pós-plantio

Aqui vamos tratar de uma obviedade. A depender do estágio de maturação do seu pasto, há herbicidas específicos para cada ciclo de maturação, que podem ser mais favoráveis e menos nocivos ao desenvolvimento.

Por isso, este é um ponto que merece atenção. Ter conhecimento do estágio de desenvolvimento do pasto é um diferencial para a sua tomada de decisão.

Contato ou sistêmico

Aqui é um ponto interessante. Essa subdivisão se dá pela maneira de translocação do herbicida no pasto.

O contato é auto explicativo, ele age através do contato direto do herbicida com o agente danoso. Já o sistêmico age de maneira mais abrangente, com a translocação de resíduos da planta através da liberação deste, depois da aplicação, pelo Xilema e Floema da gramínea.

Mecanismo de ação

Aqui vamos tratar de subdivisões pela maneira com que ele afeta a herbácea indesejada, causando assim seu extermínio.

Auxínicos

Esse tipo de herbicida interfere diretamente na produção de RNA-polimerase, ela é responsável pela função do metabolismo da planta, ocasionando a sua morte.

Inibidores do Fotossistema I e II

Aqui unimos duas categorias que agem com o intuito do mesmo resultado, porém de maneiras diferentes.

Esses tipos de herbicidas agem e influenciam diretamente nos estágios da fotossíntese, fazendo com que a planta não tenha sustento e venha a ser exterminada.

Inibidores da PPO

Este é um herbicida implacável, porém perigoso. A sua aplicação causa a necrose da planta em que é aplicável, a matando gradualmente.

A atenção requerida é pela quantidade do produto aplicável e a sua forma, pois qualquer desnivelamento destes fatores pode ocasionar a disseminação do herbicida no pasto.

Inibidores do arranjo dos microtúbulos

Esta age diretamente no desenvolvimento da erva daninha, ao passo que impede o crescimento pleno das raízes.

Inibidores da acetolactato sintase

Em resumo, esse herbicida impede o crescimento do agente danoso em face de criar uma barreira contra a produção de proteínas, prejudicando todo o crescimento da planta.

Inibidores da ACCase

O último também é um inibidor do desenvolvimento da planta, mas desta vez através da barreira contra a enzima ACCase, que impede o crescimento saudável da peste.

Irrigação para absorção de herbicidas

Aqui trata-se de uma dica bônus. Apesar da quantidade enorme de opções de herbicidas, todos eles possuem uma coisa em comum: necessitam de uma aplicação de qualidade.

Um dos métodos que traz bons resultados é através de sistemas de irrigação. Ele permite uma aplicação proporcional e controlada, impedindo excessos e que este traga grandes prejuízos.

Além disso, um solo bem hidratado, assim como uma planta que está com boa absorção de água, tendem a serem mais resistentes a herbicidas mais agressivos, assim como a outros fatores externos.

Quer saber mais sobre a irrigação mais indicada para pastagem? Clique no link ao lado e aproveite todas as informações!