fbpx

Ciclo da soja: veja como se comportam as etapas em dias

Ciclo da soja

Não é novidade que o conhecimento sobre o ciclo da soja é um importante fator na tomada de decisão do processo a ser empregado durante o cultivo do grão.

O conhecimento certo de cada etapa, sabendo quantidade de água necessária em cada ciclo, pode fazer o rendimento da colheita ser muito maior que o esperado. Por isso, para auxiliar você a entender esse ciclo, preparamos um texto com as informações mais importantes.

O cultivo de soja no Brasil

Hoje, ao lado do trigo e do milho, o cultivo de soja é preponderante em todo nosso território nacional. Uma commodity agrícola que tem uma fatia enorme do PIB nacional, sendo o Brasil um dos maiores exportadores mundiais.

Essa importância se dá, principalmente, pela diversidade de finalidades das quais o grão pode ser redirecionado, tais como: alimentos fabricados em indústrias, fonte de proteína para criação animal, confecção de óleo vegetal e a produção de biocombustíveis.

Sabendo da importância do cultivo dessa cultura para todo nosso país, vamos apresentar, agora, o ciclo da soja.

Ciclo da soja

Para melhor explicar o ciclo do crescimento, é importante saber que ele se subdivide em duas etapas: vegetativo e reprodutivo. Mas, apenas um adendo: para uma safra se enquadrar em qualquer um dessas duas divisões, 50% da produção deve estar em uma dessas fases.

A fase vegetativa do grão compreende as fases denominadas VE, VC, V1, V2, V3 e Vn, respectivamente. Onde o VE e VC são os estágios iniciais — recém germinados acima do solo, com um ângulo de no máximo 90 graus.

Já na fase reprodutiva, é numerada de R1 a R8. Sendo as duas primeiras as fases iniciais de florescimento. Nos dois subsequentes, temos o desenvolvimento da vagem, R5 e R6, e o nascimento e desenvolvimento do grão para que em R7 e R8 haja a sua maturação.

Apesar de ter etapas muitas vezes regradas, não é possível especificar quantos dias durará cada ciclo. Em uma regra geral, o seu ciclo completo gira em torno de mais ou menos de 100 a 160 dias.

Fatores primordiais para um bom ciclo da soja

Para tanto, o preponderante é saber os fatores primordiais para o crescimento saudável do cultivo. Nesse ponto o clima, o preparo da terra e, principalmente a irrigação são fatores determinantes.

A depender da genética do grão a ser escolhido para cultivo, a temperatura média aceitável para o regular desenvolvimento do grão fica entre 10° C e 40°C. Qualquer variação fora dessa média pode ocasionar atrasos no desenvolvimento do grão.

Outro fator preponderante é o pré-cultivo, principalmente falando da adubação e preparo da terra. Um solo rico em nutrientes é sempre importante.

O modo de semear também tem sua importância, semeando com espaçamento de 60cm entre canteiros, preenchendo cada buraco de semente com 3 grãos.

Por fim e mais importante, a irrigação é fator primordial. Com uma exigência hídrica de 450 mm a 850 mm, é fator determinante para o crescimento saudável do grão. Apostar na irrigação é a medida certa para ter um cultivo próspero.

A irrigação ideal para cultivos de soja

A fim de lhe auxiliar, a IRRIGAT apresenta a solução ideal, que trará maior conforto e eficiência na irrigação de sua lavoura. Não perca essa oportunidade, saiba mais neste post exclusivo sobre IRRIGAÇÃO DE SOJA, e tenha certeza de que está adquirindo um produto de qualidade.