fbpx

Principais diferenças entre os tipos de irrigação e suas vantagens

Conheça os principais tipos de irrigação

A água é um elemento fundamental para dar vida às plantas. Por isso, conhecer os tipos de irrigação é uma tarefa fundamental para todo mundo que trabalha com agricultura e com o solo em geral.

Afinal, os constantes períodos de estiagem podem comprometer o plantio de algumas culturas. Para minimizar as perdas, é preciso agir com exatidão e saber maneiras precisas de complementar a falta de água. No artigo de hoje, veja quais são e as vantagens de cada tipo de irrigação. Boa leitura!

O que é irrigação?

A água das chuvas é a principal responsável por regar as plantações na agricultura. Porém, em períodos de seca e escassez de chuvas, os produtores rurais precisam recorrer a métodos alternativos para molhar o solo.

A irrigação, portanto, é uma técnica de aplicação de água nas plantações que suplementa a necessidade ou ausência de chuvas, mantendo saudáveis as lavouras. Para conhecer mais sobre essa prática, clique aqui e confira tudo sobre irrigação.

Quais os principais tipos de irrigação?

Segundo a Embrapa, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, os principais tipos de irrigação no Brasil são: irrigação por aspersão; irrigação localizada; e irrigação de superfície. Abaixo você conhece um pouco mais as características de cada uma delas.

Irrigação localizada

A irrigação localizada, como o nome sugere, é aplicada de maneira localizada em partes específicas do solo. Para realizar esse tipo de irrigação, geralmente é preciso utilizar tubulações que conduzam a água até a proximidade das raízes, como em um sistema de gotejamento.

Entre as principais vantagens deste tipo de sistema, podemos destacar:

  • Possibilidade de aplicar fertilizantes;
  • Alta eficiência de aplicação de água;
  • Baixo custo de mão de obra.

Irrigação por aspersão

A técnica de irrigação por aspersão é uma das mais vantajosas. Por meio dos aspersores, pequenas peças que são acionadas quando ocorre pressão da água, esse equipamento realiza a rega de maneira muito semelhante à chuva.

Esse modelo de irrigação pode ser dividido em três sistemas: convencional; por carretel autopropelido; e pivô central. Você pode conhecer detalhadamente cada um desses sistemas em nosso artigo as diferenças entre os sistemas de irrigação por aspersão.

Além disso, a irrigação por aspersão possibilita ainda a fertirrigação. Essa é uma técnica que utiliza o sistema de irrigação para adubar as plantas, levando todos os nutrientes necessários para as plantas enquanto acontece a rega.

Entre as principais vantagens da irrigação por aspersão estão:

  • Alta eficiência na aplicação de água;
  • Aumento da produtividade;
  • Possibilita a rotatividade de culturas;
  • Redução dos custos para o produtor.

Irrigação de superfície

Na irrigação de superfície, a aplicação de água acontece de forma concentrada por meio da abertura de fendas para a irrigação. Esse método é um dos mais tradicionais, porém, é menos eficiente.

As principais vantagens de contar com a irrigação de superfície são:

  • Baixo custo de manutenção;
  • Fácil implementação.

Agora que você já conhece os principais tipos de irrigação do Brasil e suas vantagens, escolha aquela que mais se adapta às suas necessidades. Continue em nosso blog e conheça mais sobre irrigação!