Nabo forrageiro: uma opção de adubação verde

Terra recém mexida com cobertura seca

A crescente busca por alternativas de adubação verde permitiu o crescimento da procura pelo nabo forrageiro. Ele tem características bem interessantes, como a alta resistência a climas extremos (geada e seca).

Por ter uma grande aderência à terra, ajuda muito na descompactação do solo. Além disso, o nabo forrageiro auxilia na manutenção e equilíbrio de nutrientes do solo. Além disso, sua taxa de crescimento no curto prazo é consideravelmente alta.

Vamos abordar um pouco mais sobre as características do nabo forrageiro e algumas dicas para você, que pensa em utilizá-lo em seu planejamento de produção.

Características e plantio do nabo forrageiro

nabo forrageiro alto.
Fonte: Embrapa

É uma cultura que possui um crescimento relativamente rápido em relação a outras culturas. Com 60 dias após a semeadura, ela poderá estar cobrindo aproximadamente cerca de 70% do solo plantado.

Outros pontos importantes a serem explanados são: a maior produção de massa verde que ocorre no estágio inicial do crescimento, bem como, a grande resistência a pragas, que contribui para a escolha desse tipo de cultura de forragem.

Aliás, esse é um fator primordial, se podemos falar assim. Se levarmos em conta que é uma espécie de forrageira que, praticamente, é resistente a maioria das intempéries e agentes nocivos, é uma excelente alternativa.

Outro fato importante que podemos trazer aqui é o seu período de semeadura ideal que vai de abril e maio. Como aqui no Brasil utilizamos essa cultura para manutenção e rotação do solo, acaba sendo uma ótima alternativa para um inverno rigoroso.

Para seu plantio, o espaçamento entre fileiras deve ser entre 20 cm a 40 cm, o que permitirá uma ótima distribuição da água e de nutrientes entre as raízes. Essa semeadura pode ser feita a lança ou por maquinário, sem o menor problema.

Em média, a produção de sementes dessa gramínea chega em torno de 0,5 a 1 tonelada por hectare. Essa á uma taxa consideravelmente alta se tratando de uma cultura forrageira. Não por isso, a procura por esse tipo de produção vem crescendo.

Esse crescimento em sua produção vem justamente devido ao fato que o óleo extraído dessas sementes é a base para a fabricação de Biodiesel aqui no Brasil. Dependendo da colheita, pode-se obter cerca de 280 litros por hectare.

Irrigação sobre o  Nabo Forrageiro

Por suas características especiais, é uma gramínea com alta taxa de propagação e crescimento acelerado, principalmente no estágio inicial do seu cultivo, por isso é uma espécie de forragem que necessita maior disponibilidade hídrica.

Portanto, aqui a dica é importantíssima, devemos apostar em um sistema de irrigação que dê conta de distribuir a quantidade necessária de água para o cultivo. Além disso, é importante nos atermos ao fato de que esse tipo de sistema tem um custo elevado.

Se optarmos pela produção do nabo forrageiro com o intuito de manutenção do solo, bem como por um sistema de irrigação fixo, teremos altos custos de implementação de irrigação, fora todo o custo com manutenção que é decorrente.

No entanto, hoje, graças às novas tecnologias, existem aparatos que reduzem consideravelmente o custo de implantação e manutenção do projeto de irrigação, bem como permite outros tipos de uso no processo produtivo.

Se você quer conhecer mais sobre esse magnífico produto, clique aqui e conheça mais sobre essa revolução no mercado de irrigação.

Ficou curioso com o tema da irrigação do nabo-forrageiro? A IRRIGAT preparou uma continuação mais minuciosa com todas as informações que você precisa saber. Clique aqui que será redirecionado para o texto em questão.

Banner Blog 720x180 3