fbpx

Microclima: o que é, consequências na agricultura e como evitá-las

Microclima

Você ainda não conhece o termo “microclima”? Pois, a verdade é que poucos produtores já ouviram falar sobre esse assunto e como esse conceito pode ser usado em suas fazendas. Em resumo, se trata de pequenos fatores a serem observados em suas terras, que indicam os primeiros indícios de problemas climáticos que podem prejudicar a sua lavoura.

Pensando nisso, nós dedicamos esse post a apresentar-lhe o conceito principal de microclima, quais efeitos ele pode gerar em sua produção e as melhores formas de contorná-lo.

O que é microclima?

Basicamente, o microclima é o evento que ocorre na camada de ar que fica próxima ao solo ou à plantação. Ele sofre uma interferência direta das condições do solo, interferindo no clima daquela pequena região.

Ou seja, o microclima nada mais é do que um subclima, presente somente na região onde suas culturas estão plantadas, que, por ação de algumas condições do local, alteram o clima preponderante ali.

💡 Um exemplo por associação é a diferença da temperatura do ambiente em relação a do asfalto. Por ter borracha em sua composição, a consequência é que o solo retém mais calor e fica mais quente do que a temperatura ambiente.

🌱 Porém, no caso acima, é possível notar a diferença somente com um olhar, já que a massa de ar apresenta aquela “deformação” que remete ao calor elevado. No caso de plantações, é preciso o monitoramento para identificar quando há um microclima acontecendo ali.

Mas, é claro que existem situações mais recorrentes. Isso porque o microclima ocorre, principalmente, no cultivo de culturas com folículos grandes e de grande taxa de cobertura. Normalmente, por ter essa característica, o sol — e até mesmo a água — não chegam ao solo, aumentando a temperatura da região.

Portanto, em conclusão a esse tópico, temos que: apesar do microclima ser um fator natural nas plantações, deve ser observado de perto. Afinal, ocasiona na falta de nutrientes à cultura e propensão doenças e fungos, que podem comprometer todo o processo produtivo.

Como prevenir as consequências do microclima na lavoura?

O primeiro passo é investir em meios de monitoramento das condições da sua plantação. Por exemplo, os mais básicos, são os medidores de temperatura, pH do solo e umidade do solo.

Por outro lado, existem práticas que ajudam a ter um controle melhor do microclima. Por exemplo, a irrigação.

Vamos pensar de maneira bem lógica. Se a folha e a cobertura são demasiadamente grandes e não proporcionam a chegada de água nas plantas, nada mais acertado do que apostar em um sistema de irrigação que leve a água diretamente ao local necessário.

Um sistema de irrigação acertado e proporcionando o nível de água que a planta necessita, permite que a cultura fique hidratada ao passo que a temperatura do microclima seja diminuída, chegando aos padrões do clima preponderante.

Outra forma é realizar o plantio espaçado, para que as folhagens criem espaços para a passagem da água. Com isso, você pode investir em um sistema de irrigação por aspersão, que “imita” a chuva, e não depender do clima para equilibrar os níveis de hidratação do solo e das plantas.

Como escolher uma irrigação?

A irrigação ideal, vai depender do seu tipo de plantio. Para te ajudar, temos alguns guias sobre sistemas e dicas de escolha: