fbpx

Pastagem de verão: como sobreviver às altas temperaturas do período?

Pastagem de verão

Quando o verão se aproxima, o pecuarista logo se anima, já que as chuvas podem aumentar e, assim, deixar a pastagem mais farta e verde. Porém, é preciso ter muita cautela com ela, já que é preciso ter cuidado para que a forrageira não se sobrecarregue, dando prioridade às necessidades do solo.

A seguir, você poderá conferir algumas dicas para manter o pasto bonito e saudável durante o verão e sobreviver às altas temperaturas com as dicas certas sobre as melhores forrageiras.

Porque investir em pastagem de verão

Algumas espécies de forrageiras aguentam melhor o calor que outras. Por isso, apresentam maior produtividade e ajudam a recuperar o peso dos animais — que foi perdido nos climas mais secos.

Uma boa pastagem de verão evita prejuízos. Isso porque sua manutenção preserva a abundância do solo e o mantém saudável para os animais, mesmo com a intensa exposição ao sol e calor. Além disso, algumas espécies são as mais indicadas para essa época do ano. Confira quais são elas:

Capim Sudão

Essa é uma espécie que se adapta muito bem ao calor extremo e climas temperados, ou seja, ótimas para o Brasil. Se houver uma boa drenagem, é um sucesso no verão. A dica para ela é plantar de 20 a 30 kg de sementes por hectare.

Capim-Aruana

O capim-Aruana costuma ser aceito por gados de corte e cavalos com facilidade. Para uma forrageira de recuperação é excelente, já que se estabelece rapidamente.

Braquiária

Essa é a forrageira mais usada no Brasil, pois é muito resistente às temperaturas extremas, desde o calor forte até geadas. A dica para ter sucesso com essa pastagem no verão é colocar os animais quando o pasto estiver com altura de 60 cm. Se for de recuperação, mantenha a altura entre 20 e 30 cm.

Milheto

O milheto vai bem até em períodos secos, sendo um tipo de pastagem bem considerado no Brasil. Depois de semeada, é possível ser consumida de quatro a seis semanas depois.

Capim-Aries

De aspecto verde claro, essa pastagem de verão é muito indicada para criação de bezerros, ovinos e caprinos.

Como funciona a manutenção da pastagem

A pastagem precisa estar sempre muito bem adubada e nutrida. Um dos principais itens para mantê-la bonita é o nitrogênio, além do fósforo e do potássio. Esses três produtos devem ser misturados, mas a quantidade de cada um vai depender do tipo do solo escolhido para a forrageira. Para isso, é necessário fazer uma análise do solo.

Ademais, é imprescindível que haja uma boa irrigação da pastagem para que ela continue forte no verão. Para garantir que os animais tenham o que comer no verão e deixá-lo sempre pronto para receber a plantação.

A irrigação é um dos principais segredos de um solo bem cuidado da pastagem. Por isso, é muito importante que essa etapa seja feita da maneira adequada. Para isso, é preciso fazer a análise do terreno e saber das condições climáticas da região do pasto.

Quer saber mais? 👉 Confira como fazer uma irrigação da pastagem!