fbpx

Milheto: utilidades, vantagens e como cultivar

Milheto

Com a crescente necessidade de pastagens para animais, o milheto vem se tornando uma opção interessante, principalmente com o aumento de temperatura que vem acometendo o Brasil nos últimos anos.

Diante disso, passamos a apresentar as principais utilidades do milheto, suas vantagens e o seu modo de cultivo, a fim de você considerar todos os pontos antes de decidir sobre o cultivo dessa cultura.

Para que serve?

O cultivo de milheto em sua grande essência é de alimento para culturas de bovinos, ovinos, suínos e caprinos, ou seja é uma planta essencialmente forrageira. Servindo de pastoreio para esses animais, possuindo grandes nutrientes para a engorda e produção de leite.

Também é uma excelente opção quando se trata de implantação e recuperação de pastagens, por causa da sua característica de preparo e manutenção do solo. Além disso, é muito utilizada na produção de silagem em regiões com grande déficit hídrico, dando qualidade às produções de outras culturas.

Todas estas benesses vêm de suas riquíssimas características, como veremos a seguir.

Características

O milheto tem uma grande gama de características que o tornam um planta de forração única. Por exemplo, uma qualidade que podemos citar é seu sistema radicular muito bem estruturado, podendo chegar até 3 metros de profundidade.

Esta característica permite um melhor fluxo de nutrientes e acúmulo de cálcio, potássio e nitrogênio na parte superior do solo, o que melhora e prepara o solo para a semente que virá após a sua colheita.

Outra característica marcante é a facilidade de crescimento, já que rebrota com facilidade após o corte ou pastejo. Essa característica permite sempre uma colheita bem generosa, que pode variar entre 50 toneladas de matéria verde dentro de um período de 30 a 40 dias.

É uma pastagem que se adapta muito bem aos climas áridos e com escassez hídrica, necessitando, em média, 300ml de água para cada grama de massa verde.

Épocas de plantio

Como já vimos anteriormente, o milheto é perfeito para o período entre safras, no que tange a preparação do solo. E a depender da sua finalidade, podem ser cultivados em períodos distintos.

Quanto à preparação entre safras, a melhor época para sua semeadura é na safrinha, que vai de final de janeiro até meados de abril. E aqui vai uma informação importante, quanto mais precoce o seu plantio maior será a produção de massa verde e de grãos.

Já em setembro, é possível a sua dissecação a fim de proporcionar uma melhor semeadura de milho e soja.

Por outro lado, no que tange a pastagem, a semeadura pode ser iniciada na primavera até outubro, sendo possível o pastoreio entre 80 e 150 dias após a semeadura.

Semeadura

A semeadura pode ser feita de duas maneiras:

  • A lanço: Para a produção de grãos, sementes e silagem há recomendação de semeação de 12kg a 15kg de semente por hectare, com um espaçamento de 40cm a 60 cm entre as linhas.  Já para forragem de pastejo, o recomendado é de 18kg a 20kg de semente por hectare, com espaçamento de 20 cm a 30 cm entre as linhas.
  • A linha: Ou pode-se utilizar a semeação à linha sempre seguindo as recomendações do fornecedor de sementes.

Irrigação

Apesar da grande facilidade de seu plantio e da grande quantidade de benefícios no cultivo dessa cultura, é necessário estar atento ao tipo de irrigação a ser utilizada.

👉 Neste ponto, temos um texto específico que trará diversos benefícios ao cultivo desse tipo pastagem e que irão trazer muito mais produtividade à sua forragem.

Boas essas dicas não é mesmo? Acompanhe essa e muito mais em nossa página!