fbpx

Irrigação de batata: conheça as necessidades hídricas dessa planta!

Irrigação de batata

A batata é um dos alimentos mais populares não só no Brasil, mas no mundo. Como acompanhamento ou prato principal, ela combina com inúmeros tipos de temperos e preparações. Para se ter uma ideia, ela é plantada em mais de 130 países. No Brasil, a estimativa é que haja, em média, mais de 100 mil hectares plantados com esse tubérculo.

Mas é preciso muita cautela ao fazer o cultivo do alimento, já que ele é muito sensível à falta ou excesso de água. Tendo em vista o aumento constante da produtividade e da demanda da batata, é importante saber realizar seu cultivo corretamente e, principalmente, conhecer as necessidades hídricas desse tubérculo.

A seguir, você vai conferir como deve ser feita a irrigação da batata para ter sucesso na colheita.

Irrigação da batata

Até períodos curtos de estiagem podem provocar falhas no crescimento da batata. Por outro lado, o excesso de irrigação também compromete o resultado final. Portanto, água em quantidade adequada é essencial para o plantio ser satisfatório.

De modo geral, contando toda a necessidade de água das fases do plantio, pode variar de 250 a 550 mm, dependendo da região e do clima do ambiente. Para se ter uma ideia, ao regar corretamente a batata, é possível aumentar sua produtividade em até 80%.

Mas essa quantidade de água citada acima deve ser muito bem distribuída, já que cada fase do plantio tem uma necessidade diferente. Nos estágios iniciais, por exemplo, as necessidades de água na plantação são menores, aumentando gradativamente conforme a maturação e crescimento do tubérculo.

No inverno, por exemplo, a plantação de batatas costuma ser irrigada duas vezes na semana. Já durante a seca, é necessário irrigar mais vezes. No caso de solos arenosos, a rega se faz necessária de forma mais frequente também. Por isso é extremamente importante ter um bom sistema de irrigação que supra a necessidade da plantação

Sistema de irrigação da batata

Na teoria, muitos sistemas de irrigação podem ser usados na batata. Mas, no Brasil, a irrigação por aspersão é o tipo mais comum.

No sudeste e sul do país, a aspersão do tipo convencional e autopropelido são as mais utilizadas. O sistema de pivô central é muito comum nos estados da Bahia, Minas Gerais e Goiás, que são regiões de cerrado.

A irrigação por sulco também poderia ser feita, mas requer solos mais planos e menos permeáveis, além de demandar mão-de-obra em maior escala. O gotejamento, por sua vez, tem custo mais alto e também requer mais trabalho, já que é preciso mão-de-obra também para instalar, fazer a manutenção e retirar o sistema após a colheita.

Conclusão

Um sistema de irrigação bem indicado e que funcione da maneira correta, distribuindo a água uniformemente por toda a plantação é essencial para ter sucesso na colheita da batata.

Assim como a quantidade de água e frequência da irrigação, que deve ser estudada e adaptada de acordo com tipo de solo e clima.

Quer saber mais sobre os sistemas de irrigação que realmente funcionam? Conheça o carretel de irrigação IRRIGAT e confira a qualidade dos nossos serviços!