fbpx

Irrigação agrícola: qual sistema mais indicado atualmente?

Irrigação agrícola

Todo mundo sabe que existem inúmeros tipos de irrigação agrícola, cada um com seus próprios benefícios. Pensando nisso, hoje vamos trazer os principais tipos de irrigação no Brasil e qual deles é o mais indicado atualmente.

Afinal, o que é irrigação agrícola?

Antes de tudo, só para contextualizar, vamos entender melhor o que é irrigação.

Ao falarmos sobre irrigação agrícola, estamos pensando sobre métodos, equipamentos e sistemas utilizados para fornecer água e umidade — em quantidades certas — para a cultura, a fim de conseguir resultados ainda melhores.

E quais tipos de irrigação agrícola existem?

Aqui, reunimos os principais tipos de irrigação agrícola, bem como suas vantagens. Além disso, vamos indicar qual é o sistema com melhor custo-benefício atualmente!

Irrigação por superfície

Muito utilizada em culturas de cereais, a irrigação por superfície consiste na água conduzida para o ponto de infiltração pela superfície do solo por ação da gravidade.

Suas principais vantagens são:

  • Baixo custo de implantação, manutenção e energia;
  • Baixo nível tecnológico;
  • É pouco afetado pela qualidade da água;
  • O vento não interfere na irrigação;
  • Há um aumento da fotossíntese nas folhas mais baixas por conta do reflexo da luz na água.

Em contrapartida, suas desvantagens são:

  • Deve ser implantada em áreas mais planas ou realizar o nivelamento do terreno;
  • Há grandes riscos de erosão do solo;
  • Pode acarretar doenças e estresse hídrico às raízes das plantas;
  • Há perda de água por percolação.

Irrigação localizada

Normalmente utilizada na produção de frutíferas, a irrigação localizada é caracterizada pela aplicação de água na área em que as raízes ocupam — formando, dessa forma, uma faixa úmida.

Entre seus benefícios, estão:

  • Baixo custo de mão de obra e energia;
  • Eficiência na aplicação;
  • Poucas perdas por evaporação;
  • Facilidade na aplicação de fertilizantes;
  • Adaptação aos diferentes tipos de solo;
  • Mantém a umidade e o oxigênio do solo;
  • O vento não interfere na irrigação.

Já as principais desvantagens são:

  • Alto custo de implantação;
  • Possibilidade de entupimento;
  • Diminuição da profundidade das raízes.

Irrigação por aspersão

Além de ser o sistema de irrigação agrícola mais indicado atualmente, a irrigação por aspersão é realizada por um carretel que simula uma chuva artificial, fazendo com que a água se transforme em pequenas gotículas.

Suas principais vantagens envolvem:

  • Ótimo custo-benefício;
  • Aplicação altamente eficiente;
  • Facilidade para fazer a fertirrigação;
  • Melhor controle da lâmina de irrigação;
  • Redução na compactação do solo;
  • Fácil entrada de água, ar e nutrientes no solo;
  • Diminuição da perda de nutrientes;
  • Simples e fácil de usar.

Entre suas desvantagens, estão:

  • O vento pode interferir na irrigação;
  • Podem haver danos ao solo, devido ao escoamento de água nas proximidades caso a irrigação seja feita de forma descontrolada.

A melhor irrigação agrícola por aspersão é o carretel enrolador

A irrigação por aspersão realizada por um carretel é a melhor opção para os dias de hoje. Isso porque, o Brasil é composto por pequenos e médios produtores em sua grande maioria, além da forte presença da agricultura familiar.

Considerando esse cenário, os carretéis, também conhecidos por sistema autopropelido, possuem o melhor custo-benefício, já que dispensam grandes custos com instalação e mão-de-obra.

E se você busca por um carretel de irrigação de qualidade, a IRRIGAT tem o que você precisa! Entre em contato e solicite seu orçamento.