O que os produtores podem fazer para diminuir os impactos da estiagem?

Plantação de milho com pedaço de chão batido onde fica o jato de aspersão.

A estiagem sempre causa alerta para os produtores, anos após ano.

Para se ter uma ideia, em 2022, a estiagem teve um impacto significativo no agronegócio brasileiro, especialmente nas regiões onde a agricultura é uma fonte importante de renda e alimentos.

Isso porque a falta de chuva afetou a produção agrícola, incluindo a colheita de grãos, frutas, verduras e outros cultivos, resultando em uma queda na oferta e, consequentemente, em aumento de preços.

Além disso, a estiagem também prejudicou o pastoreio e a produção de leite e carne, impactando negativamente a cadeia de suprimentos. Entenda:

O Rio Grande do Sul foi o mais afetado no início deste ano

A região é conhecida por sua produção agrícola, incluindo grãos, hortaliças, frutas e outros cultivos. Mas, a falta de chuva neste início de 2023 prejudicou a produção e a qualidade desses produtos.

Infelizmente, a estiagem também afetou a produção de leite e carne, ao afetar a fonte de suprimentos e o abastecimento dos alimentos. Inclusive, várias cidades decretaram situação de emergência por conta desse evento climático.

O que o agricultor pode fazer para se prevenir da estiagem

Abaixo, dois pilares indispensáveis para lidar com os períodos de estiagem da forma mais segura possível:

O planejamento é indispensável para ter mais segurança

O planejamento é uma estratégia importante para minimizar os impactos da estiagem nos cultivos ou pastagens. Algumas medidas que podem ser tomadas, incluem:

  • Armazenamento de água: a construção de barragens, reservatórios e outros sistemas de armazenamento de água podem ser uma fonte importante de suprimento em períodos de seca e estiagem.
  • Cultivos resistentes à seca: o plantio de variedades de plantas que são mais resistentes à climas rigorosos pode minimizar os impactos da estiagem na produção agrícola.
  • Gestão de pastagens: a rotação de pastos e o manejo adequado do gado podem ajudar a preservar a vegetação e a produção de leite e carne durante os períodos de estiagem.
  • Seguro rural: o uso de seguro rural pode ajudar a minimizar os riscos financeiros decorrentes da estiagem e outros eventos climáticos adversos.
  • Irrigação: o uso de sistemas de irrigação pode garantir o suprimento de água para as plantações e pastos, mesmo em períodos de estiagem. Veja mais, a seguir.

A irrigação é uma forte aliada para eventos climáticos

A irrigação é uma estratégia importante para minimizar os impactos da estiagem no agronegócio. Alguns dos benefícios incluem:

  • Fornecimento de água: garante o suprimento de água para as plantações, mesmo em períodos de estiagem, o que é fundamental para o crescimento saudável das plantas e a produção de alimentos.
  • Melhoria da qualidade dos cultivos: ajuda na produtividade como um todo, inclusive aumentando o tamanho e a qualidade dos frutos e grãos produzidos.
  • Proteção contra perdas de produção: pode minimizar o risco de perdas ao longo do ano por consequências climáticas, como em períodos de estiagem, garantindo a continuidade da produção agrícola e a segurança alimentar.
  • Aumento da eficiência da produção: é uma forma mais eficiente de usar a água, permitindo que seja controlada a quantidade de água fornecida às plantações e minimizando o desperdício.

Irrigação para o pequeno e médio produtor

Você também pode proteger seus cultivos e/ou sua pastagem contra períodos de estiagem e outras influências devido ao clima instável. Em nosso post sobre qual a melhor irrigação para pequenos produtores, apresentamos o carretel de irrigação como alternativa. Conheça!