Prejuízos do ciclone no RS e como se prevenir para os próximos anos

Irrigação no ciclone

Os meses de junho e julho de 2023 foram marcados pela passagem de fortes ventos e chuvas no Rio Grande do Sul, sendo o causador deles um ciclone extratropical, que atingiu o estado e causou perdas e prejuízos, em especial, nas propriedades de agricultores.

Pode ser que esse evento tenha relação com os efeitos do El Niño, mas, independentemente disso, o fato é que o clima não está nada fácil para a região Sul do Brasil.

Principais perdas por causa do ciclone

Algumas regiões do estado foram mais castigadas, principalmente as terras situadas na planície, onde os temporais e ventos atingiram em cheio, sem encontrar obstáculos no caminho que amenizassem suas forças.

Infertilidade do solo

Nessas propriedades, os produtores relatam o prejuízo de perder a camada fértil do solo, que foi arrastada pela água (por conta das cheias).

Como sabemos, o solo não é um manejo fácil e cultivar a fertilidade é um trabalho que leva tempo. Logo, o produtor que passou por isso vai levar algum tempo até conseguir recuperar a terra, para que ela esteja própria para o plantio novamente.

Perdas totais de plantações

Alguns produtores também relataram a perda total de suas plantações, principalmente aquelas em estágios mais frágeis do ciclo. Nesses casos, somado à infertilidade do solo, o prejuízo é ainda mais assustador.

O que fazer nessa situação

O primeiro passo é recorrer a um financiamento, não só para arrumar os estragos, mas também para conseguir se manter durante os meses sem ganhos.

Aqui no blog da Irrigat, nós já trouxemos um post que fala sobre os principais programas de financiamento agrícola, para diversos tipos de situações. Sugerimos a leitura, para ajudá-lo a entender qual das opções se enquadra melhor em seu caso.

Como se prevenir de eventos climáticos extremos

Uma solução é recorrer a um seguro rural, que acaba sendo um investimento de longo prazo que o produtor faz para, justamente, conseguir passar por eventos adversos do clima — entre outras situações, é claro.

Afinal, infelizmente, nenhuma propriedade está a salvo de sofrer com danos de ciclones e outros eventos climáticos.

Qual o papel da irrigação nesses casos

Ter um bom sistema de irrigação é uma forma de garantir a saúde das plantas, ou seja, uma maior resistência contra eventos climáticos. É claro que em situações muito extremas, como foi o caso do ciclone, qualquer produtor está passível de perdas, muito por conta do período do ciclo em que a plantação se encontra.

Mas, a irrigação é importante até na atuação do pós, para fortalecer os cultivos que sobraram, potencializar os novos, ajudar na recuperação do solo, entre outros. Entenda mais sobre essa prática em nosso conteúdo sobre a melhor irrigação para pequenos produtores.

Banner Blog 720x180 3